Secretário prevê injeção de R$ 110 bi na economia até o início de 2021

18/11/2020

Ao explicar o boletim macrofiscal do Ministério da Economia divulgado nesta terça-feira (17),  o secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, projetou que cerca de R$ 110 bilhões de recursos provenientes da União serão injetados na economia nacional e devem garantir a retomada das atividades até o início de 2021. Ele somou para chegar ao valor R$ 3 bilhões que faltam ser pagos das parcelas de R$ 600 do auxílio emergencial, outros R$ 42 bilhões das cotas de R$ 300 do mesmo benefício que serão pagas até janeiro do ano que vem, R$ 50 bilhões de parte do auxílio que foram poupados pelos brasileiros e mais R$ 15 bilhões do saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço( ainda não sacados).

Segundo Adolfo Sachsida, esses valores dão confiança ao Ministério da Economia de que todas as atividades terão recursos e estímulo para garantirem a retomada da economia. O boletim macrofiscal divulgado nesta terça trouxe como informações mais importantes as previsões para 2020 de um PIB (Produto Interno Bruto) um pouco mais otimista, de -4,5% (era -4,7%) e inflação mais alta, de 3,13% (era 1,83%).

Fonte: R7